Terapia EMDR

EMDR é uma sigla para "Eye Movement Desensitisation and Reprocessing” em português Dessensibilização e Reprocessamento através de Movimentos Oculares e foi desenvolvido por uma psicóloga clínica americana a Dra. Francine Shapiro, em 1980. O EMDR é um modelo psicoterapêutico reconhecido internacionalmente e aplicado por clínicos que tenham completado uma formação aprovada pela Associação EMDR Portugal (Associada da EMDR Europa).

Por ser psicoterapia complexa e poderosa os clínicos formados nesta terapia devem ter uma formação em saúde mental antes de iniciarem a formação em EMDR. É altamente recomendável consultar apenas clínicos credenciados que foram submetidos a uma formação de EMDR reconhecida. 

No Centro de Psicologia e Desenvolvimento de Almada encontrará terapeutas certificados pela Associação EMDR Europa e pela Associação EMDR Portugal.  

 

O que torna a Terapia EMDR eficaz?

Trauma emocional:

Quando ocorrem eventos traumáticos ou perturbadores, estes são guardados no cérebro como uma memória, com as imagens, sons, pensamentos e sentimentos que acompanharam o evento negativo. Estas memórias ficam “congeladas”, ou encapsuladas no cérebro naquilo que é conhecido como uma rede neural isolada. Podemos considerar estes fragmentos de memória como peças do puzzle individuais armazenadas no sistema nervoso. Normalmente, as vítimas de trauma vivem o seu dia-a-dia, sem pensarem conscientemente sobre o evento traumático ocorrido no passado. No entanto, o trauma, acompanhado por mensagens negativas sobre si mesmo, permanece bloqueado no cérebro.

Disparadores emocionais, parecem trazer esses padrões de comportamento e pensamentos negativos à consciência e a vítima experimenta novamente todas as sensações e emoções sentidas à altura do acontecimento traumático. Podem até mesmo experimentar os mesmos cheiros e sons que ocorreram durante o evento original. Padrões de pensamento negativo dolorosos, como "Eu não valho nada", "Eu sou indigna/o de ser amada/o" ou "Eu não estou segura/o" muitas vezes acompanham os sentimentos.

Como é que a terapia EMDR funciona?

A terapia EMDR desbloqueia as memórias, sensações e emoções negativas que estão armazenadas no cérebro e ajuda a colocar esses fragmentos de memória ou peças do puzzle sobre a forma de rede neural isolada e conectá-la novamente com restante rede cerebral. Este novo caminho neural pode, eventualmente, substituir o antigo caminho - o que fez com que a vítima se sinta, pense e reaja de forma negativa.

Um estudo de recente de neuro-imagem mediu os sinais elétricos do cérebro usando eletroencefalografia (EEG) durante o tratamento com a terapia EMDR e provou que  existe um efeito neurobiológico (Pagani, Högberg, Fernandez & Siracusano, 2013 ).

Acredita-se que o reprocessamento adaptativo do trauma ocorre quando existe estimulação bilateral do cérebro, através de estímulos oculares, tácteis ou auditivos ao mesmo tempo que o trauma é trazido à mente durante as sessões de EMDR. O efeito pode ser similar ao movimento rápido dos olhos (REM), que ocorre durante o sono.

Desde a sua descoberta, foram realizadas inúmeras investigações científicas demonstrando os seus benefícios em questões tão diversas como: depressão, ansiedade, ataques de pânico, violência doméstica, questões sexuais, Bullying,  abuso/negligência na infância, abusos sexuais/físicos, agressões, traumas relacionados com intervenções cirúrgicas ou parto, acidentes de viação e de trabalho entre outros.

O EMDR é uma terapia baseada em mais de 25 anos de investigação e validação científica. Existem mais estudos controlados de validação EMDR para o tratamento de PSPT (Perturbação de stresse pós-traumático) do que qualquer outro método de tratamento. Ver www.emdrportugal.pt/publica%C3%A7%C3%B5es/artigos-cientificos-e-guidelines-internacionais/

As orientações da Organização Mundial de Saúde, da American Psychiatric Association, da American Psychological Association e do Department of Veterans Affairs and Defense do EUA coloca o EMDR como terapia de eleição para o tratamento de Stresse Pós-traumático.

O EMDR é atualmente um dos tratamentos mais consagrados para o trauma, tanto em incidentes isolados (acidentes de viação, desastres naturais) como complexos (violência doméstica, abusos na infância etc).